A síndrome de Nazaré segundo Jesus

“Não é este o carpinteiro, filho de Maria… E escandalizavam-se nele” (Mc 6.3)

Este é o texto de Marcos onde encontramos o verso conhecidíssimo de Jesus dizendo que “Não há profeta sem honra se não na sua pátria, entre os seus parentes, e na sua casa”. Isto se confirma pelo fato de que os de casa se acostumam com o fato de terem o profeta sempre por perto, sempre disponível. O contrário de qualquer um que venha de fora. Infelizmente esta familiarização com o dom da graça trás a síndrome de Nazaré para a nossa existência. A experiência que Jesus passou e ensinou diz que esta síndrome se manifesta pela:

Imperceptibilidade da Graça no outro. Os contemporâneos e conterrâneos de Jesus foram incapazes de enxergar a graça divina em sua vida. Foram incapazes de discernir que a graça divina, embora acessível a todos, manifesta-se de forma individual, particular e fenomenal. Ou seja: cada um recebe de Deus capacitações diferentes como dom da Graça. É tudo Graça; porém, original! Os que não compreendem esta verdade vivem perguntando a si mesmos: “Por que no outro e em mim não?”

Inveja da Graça manifesta no outro. No fundo o que se manifestava no íntimo dos nazarenos era o desejo de ser o que Jesus era. Está onde Jesus estava. Fazer o que Jesus fazia. Era o desejo de Miriam e Arão: o desejo de ser o outro. É extremamente perigoso quando deixamos de nos enxergar e só passamos a enxergar o outro. Pior é quando passamos a nos enxergar no outro, como se ele fosse nosso reflexo. Iste é um verdadeiro abismo.

Impossibilidade desta Graça em nós. Quando agimos assim impedimos que a Graça de Deus manifeste-se em nossa existência. Limitamos o agir divino em nós. O texto diz que Jesus operou poucos milagres em Nazaré. Por quê? Porque a atitude de imperceptibilidade e a inveja da Graça no outro nos impede de sermos alcançados por esta mesma Graça. É o que Jesus deixa claro com a afirmativa de Mc 6.3 citada acima.

Cuidemos para que não sejamos infectados com a síndrome de Nazaré. Segundo Jesus, isso é muito fácil de acontecer.
—-
Nele, em quem sou e a quem sirvo!
Pr. Adriano Moreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *