DESEJO PESSOAL OU PROMESSA DIVINA?

Não poucas vezes encontro, aqui e ali, pessoas reclamando da demora de alguma promessa divina. Quando não, encontro pessoas “testemunhando” que receberam ou aguardam por uma promessa divina. Pior ainda é quando encontro pessoas angustiadas pela demora no cumprimento de tais promessas. Daí a minha pergunta: “Quais promessas de Deus deveríamos ainda esperar se não a de sua volta em poder e grande glória? Pois, qualquer outra coisa que de Deus eu poderia esperar, de fato e de verdade já está feito. Pois, disse Paulo: “Porque todas quantas promessas há de Deus, são nele sim, e por ele o Amém, para glória de Deus por nós”.

Ou seja: todas as promessas que de Deus eu possa ter recebido já foi cumprido por Cristo Jesus na cruz ao dizer: “ESTÁ CONSUMADO”. Restando apenas a promessa feita por Ele mesmo de que voltaria para nos buscar, para que onde ele estivesse, estivéssemos também. Nisto incluem-se os dons espirituais, o batismo no Espírito Santo e outras coisas mais como conseqüência de nossa salvação.

O mais é desejo pessoal e de auto-realização transferida para Deus. Neste contexto de deus-servo a serviço dos súditos-senhores, este fenômeno de transferência de responsabilidade de realização dos desejos e projetos humanos para as costas da santíssima trindade, recebeu o nome de “promessa divina” a ser esperada e cobrada, caso aja uma pequena demora.

Creio, como bom discípulo de Jesus, no poder divino de falar, agir, prometer e realizar o que quiser; com quem quiser, onde quiser; da maneira que quiser; pois ele É DEUS. Só não creio que este mesmo Deus saia por aí criando angústias e temores nos corações incautos e penitentes dos crentes hodiernos por conta de promessas feitas e ainda não cumpridas.

É preciso discernir que a MAIORIA ESMAGADORA das chamadas promessas divinas são apenas desejos (bons ou maus) dos crentes, transformados em promessas/dividas de Deus.

Dizer que Deus tem muitas promessas a cumprir é dizer que Deus está em dívidas com muitos. Pois, promessa é dívida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *