DISCERNINDO O TEMPO

Ec 3.1-8

Introdução: Tempo é um fenômeno do qual a única maneira sadia de lidar com ele é pela via do discernimento. Ele pode ser amigo ou inimigo. Bom ou ruim. Existem pelo menos três interpretações diferentes acerca do tempo: A Linear, como pensamento grego, entende o tempo como passado, presente e futuro; a Cíclica, pensamento judeu exposto no Eclesiastes, enxerga o tempo de modo repetitivo; e a Simultânea, exposta no Novo Testamento, que interpreta o tempo de modo paralelo como um “agora” e “ainda não”. Por isso algumas coisas relacionadas a ele precisam ser discernidas. Vejamos:

1. TEMPO É PRIORIDADE
• Como é impossível ser, fazer, conquistar ou realizar tudo ao mesmo tempo, em todo tempo é preciso priorizar.
• Ganho tempo e utilizo melhor meu tempo quando tenho prioridades.

2. TEMPO É REVELADOR
• O tempo tem o poder de trazer à luz coisas encobertas ou impossíveis de serem discernidas de imediato. Dentre elas o amor, o caráter e a fidelidade.

3. TEMPO PRECISA SER DISCERNIDO
• Há a necessidade de se entender o tempo das coisas e acontecimentos.
• É preciso entender o tempo ideal de falar, agir, etc.

4. TEMPO TEM SEU TEMPO DETERMINADO
• Isto significa que não há como antecipar ou atrasar o tempo das coisas.
• Só Deus sabe o tempo certo e ideal de tudo.
• Há tempo de abraçar….

5. O TEMPO DE DEUS DIFERE DO NOSSO
• Nosso tempo é considerado “cronos”.
• O tempo de Deus é chamado “kairós”.
• A única maneira de lidar com o tempo de Deus é através da bússola da fé.

Conclusão: É preciso discernir o tempo! (Sl 90.12)

Adriano Moreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *