EXPERIMENTANDO O NOVO DE DEUS

Jo 2.13-25

Introdução: Este texto é uma continuação do assunto abordado no texto anterior. O vinho novo de Caná da Galiléia traz a mesma mensagem da purificação do templo em Jerusalém: o novo de Deus é muito melhor e superior:

  1. ALGUMAS VERDADES FICAM EVIDENTES NOS DOIS EPISÓDIOS
  • As talhas da religião judaica estavam vazias.
  • A religião judaica havia corrompido o templo.
  • Algo novo precisava substituir este sistema velho, vazio e corrompido.
  1. A SUBSTITUIÇÃO DO VELHO PELO NOVO É RADICAL
  • O templo de pedra é substituído pelo templo do corpo.
  • O vinho velho da religião é substituído pelo vinho novo da espiritualidade.
  • O vazio da religião é substituído pela abundância da fé.
  1. PARA QUE SE EXPERIMENTE O NOVO DE DEUS
  • É preciso crer no que está escrito (Escrituras), v.22
  • É preciso crer no que está dito (Palavra), v.22
  • É preciso crer para além dos milagres, v.23
  • É preciso possuir um coração sincero e verdadeiro, v.24
  • É preciso saber que Deus conhece os que são seus, v.25; 2 Tm 2.19

CONCLUSÃO: A condição uniquanon para se experimentar o novo de Deus é crer nesta Palavra.

Adriano Moreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *